5 motivos para conhecer a capital gaúcha

They say that there is no place like home…

Eu nasci e cresci em Porto Alegre, e mesmo morando fora, minha casa é e vai ser pra sempre a capital gaúcha. Porto Alegre é uma cidade que a melhor forma de conhecer é viver a cidade mesmo, sabe? Você não vai se arrepender!

Eu decidi escrever sobre Porto Alegre por que eu percebi que muitas pessoas estavam incluindo a cidade no seu roteiro quando vinham visitar a serra gaúcha, gramado e canela e até dar uma paradinha antes de seguir viagem até o Uruguai. Então eu separei 5 motivos para você visitar a capital da república riograndense.

1 Conhecer pelo menos um dos parques da cidade

Porto Alegre é considerada uma das capitais mais arborizadas do Brasil, com quase uma árvore por habitante, não é de se estranhar que a cidade possui diversos parques e praças e pelo menos um deve estar na sua programação. Principalmente se você estiver na capital em um domingo, esse é o dia que os gaúchos tiram para esticar uma canga na grama com seu pet e tomar um chimarrão, andar de bicicleta, praticar um esporte ou só “lagartear” no sol no parque mais próximo.

O Parque moinhos de vento, ou Parcão, está localizado no Bairro Moinhos de Vento e é palco de diversos eventos ao ar livre, além de ser o destino para quem gosta de se exercitar (com aparelhos de ginástica, campo de futebol, espaço para bocha, pista de patinação e quadras poliesportivas) e de recreação para as crianças. O Parque ainda conta com uma réplica de um moinho açoriano, que abriga a sua sede administrativa, e se você tiver sorte ainda pode ver algumas tartarugas no laguinho.

A Redenção, ou Parque Farroupilha, é sem dúvida um dos maiores e mais movimentados no final de semana. Com o pedalinho no lago, parquinho de diversões para as crianças, mas principalmente pela famosa feira orgânica nos sábados e a mais famosa feira da cidade, o Brique da Redenção ao domingos, uma feira a céu aberto de peças de arte, artesanado e antiguidades.

A Praça da Encol não é das maiores, mais ganha em charme. A praça conta com quadras de futevôlei, beach tênis, bocha, área para exercicios, pracinha, cachorrodromo, e yoga ao ar livre em quase todos os dias da semana. É quase impossível passar pela Encol e não ver pessoas caminhando ao redor da praça.

O Germania foi um Parque planejado e é o único cercado em Porto Alegre, localizado na Zona Norte da cidade. O parque conta tanto com áreas de contemplação da natureza, quase um terço do parque é de preservação permanente com diversas espécies de vegetais e animais, quanto estrutura para prática de esportes (cancha de bocha coberta, duas quadras de futsal, uma de basquete, uma de vôlei, duas de tênis e três playgrounds).

O Parque Marinha do Brasil localizado muito próximo ao Guaíba tem a vantagem da vista do pôr do sol porto-alegrese. O parque fica entre a Usina do Gasometro e o Museu Iberê camargo e fica ao lado do shopping Praia de Belas. Além do contar com toda a infraestrutura para a prática de esportes (quadras de futebol de salão, tênis, vôlei, basquete, pistas de patinação, skate, atletismo e ciclismo, aparelhos para ginástica, campos de futebol 7) e recreação.

2 Conhecer o Centro Histórico

Conhecer o centro de Porto Alegre é uma programação que você não vai se arrepender, a primeira coisa que você precisa saber é que ele não fica localizado no centro na cidade e sim as margens do Guaíba, então não estranhe quando olhar no mapa. Alguns lugares a visita é indispensável: o Mercado Público que faz parte do patrimônio histórico da cidade e ainda é um dos principais centros de compra, com lojas de tudo, inclusive dedicadas somente a venda de erva de chimarrão. Aproveite para almoçar em um dos diversos restaurantes dentro do mercado, ou tomar um café em um das cafeterias e até tomar um sorvete na famosa banca 40; a Casa de Cultura Mario Quintana, antigo hotel que hoje é um centro cultural, a dica aqui é aproveitar a parada e tomar um café no último andar com a vista privilegiada para o Guaíba;  e a Praça da Matriz que em seus arredores estão prédios do governo estadual, como o Palácio Piratini e a Assembléia do Estado, além da Catedral Metropolitana e do Teatro São Pedro.

Caso você não queira fazer esse passeio por conta própria, o centro não é muito grande mas com a intenção de não perder muito tempo procurando os pontos talvez buscar um tour seja a melhor opção, vou deixar duas dicas.

A prefeitura oferece um city tour pela cidade – Linha Porto Alegre Turismo - e uma das rotas passa por todo o centro: Centro Histórico Linha Turismo Porto Alegre. Eu nunca fiz esse city tour, mas sempre tive vontade toda a vez que vejo ele passando. O ônibus passa por vários pontos do centro e o ingresso vale para ao dia todo, então você pode descer e conhecer melhor os pontos e pegar o próximo ônibus para o próximo. A linha Centro Histórico passa por: Ponte de Pedra, Monumento aos Açorianos, Prédio do Centro Administrativo, Redenção, Parcão, Mercado Público, Prefeitura, Praça XV, Praça da Alfândega, Museu Margs (Museu de Artes do Rio Grande do Sul), Santander Cultural, Casa da Cultura Mario Quintana, Catedral Metropolitana, Palácio Piratini, Teatro São Pedro, Museu Júlio de Castilhos, Centro Cultural Usina do Gasômetro e Barra Shopping Sul. O tour ocorre de terça a domingo, das 9h as 16h, o percurso dura 1h40min direto e o valor do ingresso é de R$30.

 

Outro tour que eu já participei e recomendo é o Free Walk Porto Alegre, que é um tour a pé que sai todos os sábados as 11h em frente ao Chalé da Praça XV. Pelo que entendi todo o sábado é um pouquinho diferente, contanto também com roteiros especiais. O pessoal mostra os principais pontos do centro além de contar as histórias dos lugares que você não encontra nos livros. No fim do tour os participantes são convidados a deixar uma contribuição espontânea para ajudar a manter o projeto ativo.

3 Ver o pôr do sol na Orla do Guaíba

A orla com certeza está entre os pontos mais queridinhos da capital gaúcha. Principalmente após a revitalização, não importa o dia sempre tem gente correndo, andando de bicicleta ou tomando um chimarrão (por que né... gaúchos). O ponto mais movimentado da orla é a região próximo a Usina do Gasômetro, cartão postal da cidade. Próximo a usina foi inaugurado recentemente o restaurante 360, que fica sobre as águas do Guaíba com o seu chão de vidro e vista privilegiada. A rua é fechada nos finais de semana para a prática de esportes e se você seguir pela orla em direção a zona sul, você vai passar pelo Anfiteatro Pôr-do-Sol, pelo Estádio Beira-Rio e pela fundação Ibere Camargo.

Independente de onde você escolha passear pela orla, minha única dica aqui é chegar e ficar a tempo de assistir o sol se pôr no Guaíba. O pôr do sol Porto Alegrense é considerado pelos gaúchos o mais bonito do mundo.

4 Curtir a noite na Cidade Baixa ou na Padre Chagas

Para quem quer curtir a noite na capital gaúcha a melhor pedida é escolher entre um desses pontos que as opções de bares, botecos, pubs, restaurantes e até casas noturnas não faltam.

A Cidade Baixa é um bairro localizado próximo ao centro da cidade, com uma vibe mais alternativa é tomado de bares, restaurantes e casas noturnas. Tem opção para todos os gostos e bolsos. O bairro boêmio de Porto Alegre é concentrado em 3 ruas: João Alfredo com as casas noturnas e muito pop-rock, indie e rock; Lima e Silva e José do Patrocício com diversas opções, você vai encontrar de bares temáticos a botecos mais simples e a chance de ouvir uma boa música brasileira ao vivo em algum deles é grande. Dica: se você estiver pela Cidade Baixa, seja de dia ou de noite, não se esqueça de dar uma passadia na Travessa dos Venesianos, que é uma ruazinha com casas coloridinhas toda cheia de charme.

Outro bairro com várias opções é o Moinhos de Vento, mais precisamente na Rua Padre Chagas e seus arredores, um do bairros mais nobres da cidade. Assim como na Cidade Baixa, a Padre Chagas conta com diversos restaurantes, bares e pubs, porém em uma versão reduzida em tamanho e com o preço um pouco mais alto. A Padre Chagas é o ponto de encontro para aquele happy hour depois do trabalho, e se quiser esticar para um dos pubs para quem curte uma balada.

5 Comer Xis e Churrasco e Tomar Chimarrão

Enquanto estiver em Porto Alegre não esqueça que comer um Xis, que nada mais é do que um versão gaúcha do hamburger, com o pão maior e o recheio variado leva alface, tomate, milho, ervilha, queijo, ovo, maionese, e a carne que pode variar muito também, podendo ter até estrogonofe ou coração de galinha. Depois de montado ele ainda é prensado na chapa e em alguns lugares você pode colocar a batata frita dentro do xis.

Ainda na rota gastronômica gaúcha, os patrimônios rio grandenses são sem dúvida o churrasco e o  chimarrão. Os gaúchos são apaixonados por carne e churrasco é um ritual dominical, então não esqueça de procurar a churrascaria mais próxima, não se preocupe existem opções para todos gostos e bolsos, as mais “turísticas”, com atrações e shows de dança tradicional gaúcha, são o Galpão Criolo e o CTG 35. Além de alguns queridinhos da cidade: Vermelho Grill, Princesa Isabel, Santo Antônio, Barranco, Giovanaz e NB.

Se você conseguir participar de uma roda de chimarrão dai a experiência vai ser completa. Pra quem não conhece, o chimarrão é uma bebida servida quente em cuia e bomba específica, a erva pode variar: com mais folha, mais fininha, mais amargo e mais suave. A melhor comparação seria com um chá, porém ele é tomado em cuia e é compartilhado entre várias pessoas.

Bônus – Participar de algum evento ou festa de rua

Os gaúchos sabem aproveitar o espaço público e vários eventos acontecem ao ar livre, alguns eventos que você tem que ir caso estiver na cidade na época: Oktober, durante o mês de outubro vários bares da cidade fazem eventos com o tema do festival cervejeiro, minha recomendação é procurar um durante o dia e que aconteça na rua. Saint Patrick’s Day, no dia 17 de março algumas ruas da cidade são fechadas para a celebração do Santo Irlandês com direito a cerveja verde e tudo. Carnaval de rua da Cidade Baixa, que não acontece durante o carnaval (mas bem próximo), a festa ao ar livre conta com diversos blocos da capital gaúcha. Acampamento Farroupilha, evento alusivo da cultura tradiciona gaúcha para comemorar a Revolução Farroupilha, ocorre durate o mês de setembro e acontece no parque Hermonia, onde os gaúchos montam seus piquetes e durante toda a semana o acampamento pode ser visitado, conta com algumas atrações e claro, muito churrasco. E por último, se você estiver na cidade durante um jogo de futebol da dupla GRENAL (Grêmio e Internacional) tem sempre alguma programação em algum lugar para ver o jogo, se for valendo título então é possível que ocorra alguma festa na rua ou no estádio do time para ver a partida.

Dicas práticas: Baixe o aplicativo “Poa na Rua”, nele você encontra todos os eventos que estão acontecendo pela cidade. Alguns instagrans que você pode seguir se quiser ver e saber mais sobre a cidade: @dicasportoalegre, @destemperados (no site deles você encontra várias dicas de lugares para comer na cidade e esperiências gastronômicas), @freewalkpoa, @gauchazh.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *